domingo, 4 de novembro de 2012

Para um filho ausente


Como vai você, que partiu sem me dizer adeus?
Quisera neste instante saber da sua vida
Na Espiritualidade;
Seu trabalho... Suas conquistas... Sua paz!
Ah! Se eu pudesse lhe dizer agora
Que fui o alvo perfeito da dor;
Meu peito atingido só pôde encontrar alívio
Nas palavras mansas do Cristo,
E na certeza da continuação da vida.
Como vai você, parte de mim?
Que distância é essa que maltrata e parece não ter fim!
Que dor é essa que cresce a cada instante
Sem dar trégua ao meu coração sofrido,
E fere minhas entranhas!
O que faço com esse vazio que teima em me envolver!
Como vai você, filho da minha alma?
Eu... Você... Quer saber de mim?
Ah! Eu sou alguém ferido que mal suporta a fúria desses
Vendaval,
Mas se segura no amor de Deus, Para continuar existindo.
Eu sou alguém que se apaga... Para que você brilhe;
Que se curva ante a vontade suprema de Deus
E espera com fé e confiança
A chegada do reencontro
Que se dará... Em algum lugar do futuro!

Homenagem da médium Sônia Tozzi  para seu filho Ricardo Luiz,  desencarnado no  dia 11 de outubro de 1989.